Sites Grátis no Comunidades.net
Tem um Leão na Minha Casa

 






REFLEXÃO A RESPEITO DA FOSFOETANOLAMINA SINTETICA E SEUS DESDOBRAMENTOS ...

AUTOR :Sodré Neto

TEM UM LEÃO NA MINHA CASA


O câncer é como um leão vivendo em nossa casa , nos deixa desesperados , ele já está atacando e tem fome , nos sentimos incapazes de enfrentá-lo, e qualquer alternativa mesmo ilegal de se matar um animal protegido pelo IBAMA ou ANVISA, ou CFM, se transforma automaticamente em legítima defesa .

Assim se deu na casa de Carlos Kennedy de Pomerode, ao avistar um leão em sua casa junto a sua esposa , na casa do Sergio, Jonas (hoje presos) , que ao saber que matariam o câncer da sua mãe , foram aprender como se fazia fosfoetanolamina junto ao Carlos sob supervisão e apoio do Dr Gilberto da USP. E assim como Jesus quebrou a lei do sábado para curar , estes bons adventistas perseguidos por legalistas modernos , que não sabem até hoje discernir o espírito justo da lei da forma da letra morta, quebraram leis para vender e doar a pílula a quem precisasse. Doaram 80% da sua produção e foi por meio deles que a fosfoetanolamina foi mais difundida .

Deram início a uma multidão que desesperada grita nas ruas , jornais e televisão, sobre muitos leões em muitas casas , que telefona perguntando onde tem pra comprar o veneno que mata o leão da casa deles , da família deles , do pai , do filho, da mãe , da irmã, dos corpos e das almas.

Neste contexto de desespero todos agem em legítima defesa da vida , fabricando fora da lei , vendendo fora da lei, doando fora da lei , gritando fora da lei, ajoelhando fora da lei.

A câmara dos deputados vota uma nova lei , o senado confirma que a lei dos medicamentos é menor que a vida em risco e a presidente entende que existem muitos leões em todas as casas, e que a maioria das medidas usadas pela medicina hoje, mais atiçam o leão para matar nossos familiares, que o derrubam, e portanto , não temos outra alternativa senão agir desesperados em torno daquilo que funcionou em milhares de casas de nossos vizinhos : As variações de fosfoetanolamina tradicional da USP ou a nanoencapsulada do Dr Durvanei Maria , que pesquisa a 10 anos o produto do Dr Gilberto da USP, que foi copiado da tese do Dr Octaviano, de 1999, que o copiou de Hans Nieper da Alemanha, 1967, etc.Todos com algumas diferenças .

Quando o assunto é complexo recorremos as analogias . O assunto da fosfoetanolamina pode se resumir em " tem um leão na minha casa ". E para tanto, todo recurso que houver para detê-lo, usaremos .

Se o governo não autorizar logo este medicamento ou suplemento , a fabricação e venda clandestina feita as vezes pelos próprios pesquisadores e pessoas ligadas à eles , continuará acontecendo , pois a demanda de liminares na USP é incompatível com a produção, e a falta de medicamento, aliada ao fato da divulgação de sua eficiência , faz crescer as alturas sua necessidade frente a tantos casos de câncer no país (576 mil casos novos só em 2014).

Portanto , estamos diante de um caso extremo, um leão em minha casa , onde legislação extrema de legítima defesa da vida, se estaciona acima de todas as vias normais do longo , caro e exaustivo processo de testes , confirmação, demonstração e descoberta do porquê certas coisas funcionam , necessários à aprovação do medicamento ou suplemento (nem isso sabemos ainda)
Em ciência ocorre muitas vezes , a aprovação de algo que funciona mas não se sabe como funciona ainda . Se um leão est